Total de visualizações de página

Seguidores

sábado, 1 de dezembro de 2012

PE: em rebelião na Funase de Abreu e Lima, jovem tem o corpo esquartejado e queimado pelos outros menores.

                                                      

A ação do Batalhão de Choque controlou a rebelião na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), localizada em Abreu e Lima, Região Metropolitana do Recife (RMR). No motim, que aconteceu na noite desta sexta-feira (30), um jovem foi esquartejado, queimado e teve as partes do corpo jogadas pelo muro da unidade.

 De acordo com a Polícia Militar (PM), a rebelião começou por volta das 19h10 e só foi controloda por volta das 22h. Os motivos da rebelião ainda são desconhecidos, porém, há informações extra oficiais que apontam a insatisfação dos jovens com a gestão da unidade.

Das 13 alas que compõem a unidade, cinco não participaram da rebelião. A confusão começou entre os adolescentes da ala 5. A direção da unidade informou que 12 jovens serão indiciados por serem suspeitos de ter iniciado a confusão. A Funase de Abreu e Lima possui 243 socioeducandos entre 15 a 17 anos. A unidade tem capacidade para abrigar 98 adolescentes.


                            Rebeliões com histórico de perversidade

Assassinatos com requintes de crueldade têm sido constantes em unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). Em janeiro deste ano, uma rebelião transformou a unidade do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, em cenário de guerra. Foram três mortes. Duas das vítimas foram carbonizadas, sendo que uma teve a cabeça decapitada, e outra morreu por asfixia.

Em maio  um socioeducando foi morto a pauladas e um agente teve traumatismo craniano devido a ferimentos causados pelos internos. Em setembro  mais um registro de violência. Um adolescente de 16 anos teve o corpo queimado no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Abreu e Lima.

 Mais recente, no dia 16 de novembro jovens do Cabo tocaram fogo em colchões e lançaram pedras para fora dos muros. O tumulto, que teria sido provocado por conflitos entre grupos rivais, deixou internos feridos e um deles morreu.

Fonte: NE10