Total de visualizações de página

Seguidores

sábado, 23 de março de 2013

No dia mundial da água população de Irauçuba convive com a falta do produto..

Ontem foi dia mundial da água, segundo a ONU a cada 15 segundos uma criança morre  em decorrência da falta de a´gua ou do saneamento inadequado no  mundo. Por ano cerca de 3,5 milhões de pessoas morrem no mundo em virtude do fornecimento inadequado da água, á falta de saneamento e a políticas inadequadas de higiene.

No Ceará encontramo-nos no segundo ano de seca as reservas hídricas secaram à exemplo de Irauçuba. As políticas públicas para amenizar a falta do produto são tímidas. A mesma existente há 50 anos: o carro-pipa, sendo que na seca atual temos uma diferença; os carro-pipas são poucos e não dão conta de abastecer a população rural, tampouco a urbana.

Ontem o governo estadual anunciou medidas para combater a seca ( finalmente depois de 23 meses sem chover) anuncia-se a construção de adutoras nas cidades de Crateús, Tauá e mais 3 cidades. Percebe-se que a prometida construção da Adutora Missí- Irauçuba ficou de fora dos planos do governo estadual. Uma população que sofre há meses sem água, não é prioridade.

Torna-se claro e evidente que o interior do estado não esta inserido nos projetos do  atual governo. Os moradores da pequenas cidades que aprendam pedagogicamente a conviver sem água, assim como vivem há  séculos. Prioridade mesmo é investir na capital. Onde na ótica estadual o povo é mais esclarecido e mais díficil de vender o voto. 

Esperamos a resposta dos eleitores das pequenas cidades ao governo estadual que os abandonou à própria sorte. Não temos mesmo muito a esperar de um governo insensível, originado das oligarquias  que mandam e desmandam  neste estado.