Total de visualizações de página

Seguidores

domingo, 21 de abril de 2013

Irauçuba: proprietários de construções jogam entulho no meio das ruas atrapalhando a circulação de veículos.


              Na avenida Jorge Domingues empresa construtora joga o entulho na rua.


                             Em pleno centro joga-se entulho de construção no meio da avenida.



Não precisa ser um bom observador para constatar que  grande parte das pessoas que constroem na cidade desrespeitam o mais elementar direito do cidadão: o direito de livre ir e vir. Geralmente as pessoas  reformam as residências e pontos comerciais e jogam o entulho em frente à construção.


Exemplo é um prédio que está sendo contruido na avenida Jorge Domingues e que informações que recebi será alugado ao Banco do Brasil. O entulho da construção está sendo jogado ao longo da avenida numa afronta ao poder público. E aos direitos das pessoas. Nas cidades maiores qualquer pessoa que vai construir paga a uma empresa para retirar o entulho. E o mesmo pode até ficar em frente a construção, mas dentro de contêiner, para depois ser retirado.

Um outro exemplo fica na avenida Paulo Bastos, no cruzamento da avenida 13 de maio. Lá está sendo reformado uma residência. E o entulho foi jogado na avenida, também à espera que os caminhões da prefeitura venha retirá-lo. E olhe que não é muita coisa. Dava bem para o proprietário pagar um carro, para retirar o entulho da avenida.

O Código de Posturas  do município é claro: quem constrói tem por obrigação de retirar o resto do material e jogá-lo num lugar adequado. Sob pena de o responsável sofrer sanções pecuniárias
(multas) por parte do poder público.

É necessário que a empresa responsável pela construção do prédio na avenida Jorge Domingues seja convocada pelo poder público, para prestar informações sobre este ato. Além de providenciar à imediata retirada do entulho para desobstruir à avenida.