Total de visualizações de página

Seguidores

sábado, 26 de outubro de 2013

Irauçuba: nas casas falta água enquanto isto cano estourado derrama-a no meio da rua.

 
 
Agora à tarde o que vi acontecer no cruzamento da avenida Jorge Domingues com a rua Pedro Domingues causou-me revolta. Um cano da CAGECE estava estourado e derramando uma grande quantidade  de água. Isso numa cidade em que a população passa por uma situação vexatória e calamitosa em virtude da seca.
 
Aqui na minha residência situada na mesma rua em que o cano derrama água abundantemente, há 4 meses não chega uma gota d' água, mesmo assim nos continuamos pagando a conta que chega religiosamente mesmo sem consumir. Mas a partir deste mês obrigo-me a tomar providências em relação a esse abuso, pois na conta veio registrado que gastamos 20 m² ou seja 20000 litros de água, quando na realidade não pingou uma só gota na torneira da minha residência.
 
A situação é idêntica na maioria do bairros  recebi informação que a água que chega através da adutora do Jerimum é de 500.000 litros quando o necessário seria de 1,2 milhão de litros. Portanto o complemento esta sendo feito com o caminhões da defesa civil estadual. Só que estou para ver entidade mais desorganizada. Esta sendo noticiado nas emissoras de radio que a 5 dias os carro-pipas estão parados  para que seja feitos novos contratos. Como é que em uma situação caótica desta carros-pipas parem por causa de um contrato.
 
Semana passada a população de uma cidade do interior invadiu o escritório local da CAGECE e fez um quebra-quebra reivindicando água. Não sei se autoridades estaduais e federal estão à esperar que a população de Irauçuba tome uma atitude radical, como assim fizeram a população da cidade  do interior cearense.