Total de visualizações de página

Seguidores

domingo, 29 de setembro de 2013

Seis jovens morrem atropeladas em um "racha" de carros em Mogi das Cruzes, SP.


Os corpos dos seis jovens que foram vítimas do acidente após um racha na madrugada deste sábado (28) já foram liberados do IML de Mogi das Cruzes.  As vítimas devem ser enterradas neste domingo (29).

Um racha entre dois veículos foi a causa de um acidente que atropelou um grupo de 10 jovens que estavam reunidos na periferia de Mogi das Cruzes. As seis pessoas morreram após o veículo perder o controle e atingí-las. O acidente aconteceu por volta da 00h30 e outros três jovens que estavam no local tiveram ferimentos leves. Já um menino de 15 anos foi socorrido e levado para a Santa Casa de Mogi das Cruzes mas, segundo o hospital, passava bem e estava em observação até o início da noite de sábado

Segundo a Polícia Civil, o motorista Reginaldo Ferreira da Silva, de 41 anos, prestou depoimento e disse que não tinha habilitação e tinha ingerido bebidas alcoólicas antes de disputar o racha que resultou no acidente que matou as seis pessoas. Segundo a Polícia, Reginaldo dirige há 16 anos sem habilitação. O motorista foi preso em flagrante por homicídio doloso e embriaguez ao volante.

O outro veículo foi localizado, porém o motorista continua foragido. Segundo a polícia, o carro foi localizado próximo ao local do acidente, na casa dos pais do possível motorista. "A informação que eu tenho é que o local era relativamente próximo ao local do acidente", diz o delegado Daniel Miragaia. "Os pais tiveram um breve contato com o individuo que estava conduzindo o veículo, mas também não sabem nada acerca dos fatos"

De acordo com o delegado, que registrou o Boletim de Ocorrência no 2º Distrito Policial, o condutor do outro veículo que disputou o racha com Reginaldo também já foi identificado e o caso está prestes a ser solucionado. "No que tange a autoria e a materialidade, sim [está solucionado]. Resta agora é exaurir todas as circunstâncias, mas o caso está prestes a ser totalmente finalizado", afirma.

Ainda segundo a Polícia Civil, os condutores dos dois veículos devem responder pelos mesmos crimes. "Se ficar comprovado que houve o racha que precedeu o acidente ambos serão responsabilizados e tratados da mesma forma", salientou Miragaia. "Quem se propõe a tirar racha assume o risco de todo e qualquer desdobramento decorrente daquela conduta".

Fonte: G1