Total de visualizações de página

Seguidores

sábado, 20 de julho de 2013

Acusado de matar padre exibia riqueza no Facebook.





Um dos acusados de matar o padre Elvis Marcelino de Lima, 47, ostentava riqueza na rede social Facebook. Nas fotos publicadas em seu perfil, Reris Silva dos Santos, 20, posa ao lado de notas de R$ 100 e de um carro de luxo. Segundo a Polícia, Reris é o autor do disparo que matou o sacerdote.

No Facebook, ele também postou fotos almoçando na praia ao lado de amigos e de passeios na avenida Beira Mar, em Fortaleza. Ainda de acordo com informações da Polícia, Reris e seu irmão Ednardo Alves dos Santos, 22, que também é acusado pela morte do padre Elvis, foram a uma casa de show após o crime. Na festa, eles teriam gastado os R$ 250 que roubaram do padre Elvis.

Reris não tem passagens pela Polícia. O irmão dele, Ednardo, já responde por furto e tentativa de homicídio. Os dois vão responder por latrocínio (roubo seguido de morte).

Após a prisão, os acusados teriam alegado não saber que a vítima do crime era um sacerdote. A descoberta teria ocorrido somente na segunda-feira, segundo informou a delegada Monique Teixeira, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Ela ressaltou que a dupla confessou o crime contra o padre.

Reris e Ednardo foram presos na última quarta-feira, 17. Reris foi preso quando chegou à sede da DHPP, acompanhado de um advogado. Depois, a Polícia chegou a Ednardo, que foi capturado em um bar na BR-116, no bairro Pedras.

Segundo a Polícia Civil, a dupla praticou pelo menos dois assaltos na mesma noite do latrocínio. A arma usada no assassinato do padre não foi encontrada.

fonte: O POVO