Total de visualizações de página

Seguidores

segunda-feira, 15 de abril de 2013

CNMP dá início a trabalho de inspeção aos Ministérios Públicos no Ceará .


Objetivo é verificar o funcionamento dos serviços administrativos e funcionais dos MPs
 
O corregedor-nacional do Ministério Público, Jéferson Coelho, deu início nesta segunda-feira (15) aos trabalhos de inspeção aos Ministérios Públicos no Ceará. A abertura da correição aconteceu nesta manhã, no auditório da Procuradoria Regional da República no Ceará (PR/CE).
 
De acordo com o corregedor nacional, a inspeção aos MPs será uma forma de identificar pontos a serem aprimorados para melhorar ainda mais o serviço público prestado pelos MPs à sociedade. "É essencial que se verifique em que condições os MPs realizam suas atividades para, a partir daí, saber como melhorar", pontuou.
 
Para executar o trabalho de correição, 55 pessoas do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) desembarcaram na capital cearense para percorrer os quatros Ministérios Públicos no Ceará: Federal, estadual, Militar, e do Trabalho.
 
Na abertura das atividades do CNMP em Fortaleza, o procurador-chefe da Procuradoria Regional no Ceará, Francisco Machado, destacou que o MPF tem se pautado em um trabalho de responsabilidade e transparência com a população, e falou também sobre a relevância da inspeção nos MPs do Ceará.
 
O objetivo da inspeção, que ocorrerá ao longo da semana, é verificar, in loco, o funcionamento dos serviços administrativos e funcionais dos MPs. Serão checados itens como folha de pagamento, condições de trabalho dos servidores, atuação dos membros e cumprimento de determinações legais e resoluções do CNMP, além de aspectos relacionados à gestão das unidades, como contratos e licitações.
 
Ao final do processo, será elaborado um relatório com os resultados da inspeção, que deverá ser apreciado pelo Plenário do CNMP. Já foram inspecionados os Ministérios Públicos de Roraima, Piauí, Amazonas, Alagoas, Paraíba, Pará, São Paulo, Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Bahia, Santa Catarina e Acre.
 
Fonte: Blog do Macário.