Total de visualizações de página

Seguidores

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Irauçuba: Audiência Pública discutiu a colocação dos gardrails no perímetro urbano da BR - 222 em Irauçuba.

                                            Luís Sergio DNIT, prefeito Zé Mota.
                                                           Representante da PRF
                                                                     Público presente
                                                  
Foi realizada na manhã de hoje(27) nas dependências do Ginasio de Esportes do Colegio Gil Bastos. Audiencia Publica para discursão da polemica colocação dos guardrails e o  fechamento dos acessos às ruas que cruzam à rodovia no perímetro urbano da BR- 222. O  evento  contou com a presença de autoridade federais,  prefeito municipal, vereadores, sindicalistas, presidente de associações e o público em geral.

 O Superintendente do DNIT no estado,  Sr. Luís Sérgio fez explanações à cerca do projeto, e que estava ali  para ouvir as reinvidicações da população. Explicou que órgão federal tomou a decisão da colocação das muretas de proteção, em virtude dos constantes acidentes que estavam acontecendo no trecho urbano de Irauçuba. E que o órgão projetou a construção de desvios nos limites urbanos de Umirim e Forquilha. E que a próxima cidade que os guardrails seriam colocados seria  Itapajé (Atenção população!).

O público presente formulou perguntas as autoridades:  o Sr. Valdir Mesquita que é cadeirante perguntou ao dirigente do DNIT que ele (Valdir) gostava de ver jogos de futebol e que o estadio municipal era localizado no bairro Gil Bastos e o que faria agora para atravessar a rodovia? Uma queixa comum dos moradores já que idosos e crianças necessitam   cruzar a  via diariamente. Luís Sérgio falou ao cadeirante que não conhecia nenhuma rodovia federal  que contasse com  acesso.

O radialista Barbosa Soares solicitou que o DNIT cumprisse com as leis existentes nas cidades. Irauçuba  por exemplo, tinha o plano diretor e que na elaboração do mesmo foi aprovado que seria solicitado o  rebaixamento do aterro da rodovia. Mas na reforma não foram cumpridas as diretrizes do Plano Diretor. Já um policial rodoviário federal que reside nesta cidade, solicitou que enquanto não é construída a rotatória, pelo menos fosse implantado duas barreiras físicas (lombada) pois faria com os veículos diminuíssem a velocidade.

Já o superintendente da PRF no Ceará alertou ao manifestantes que evitassem dano ao patrimônio público já que o trecho da rodovia era de " Jurisdição" federal. Também falou que dados cadastrais indicam  que em Irauçuba,  a proporção de motos licenciadas é o triplo de pessoas habilitadas para pilotá-las.

O prefeito Zé Mota falou aos presentes que busca soluções para que possa garantir o direito de ir e vir dos que residem na cidade, bem como dos que trafegam pela BR. E que buscará intervir com obras no que for de competência do município. O prefeito afirmou que fará o possível para que irauçubenses não percam à vida.

Nos encaminhamentos ficou decidido na audiência  que o DNIT construirá  uma rotatória  no cruzamento da rua que dá acesso  ao bairro do Cruzeiro, está se somará as duas já construídas na entrada e na saída da cidade. E que enquanto não for construída a  rotatória os acessos das ruas do bairro Gil Bastos não serão fechados. Também serão construídas vias de acesso paralela a rodovia para que os transeuntes trafeguem até as rotatórias.

Espera-se que prevaleça o bom senso das autoridades para que sejam solucionadas os problemas. E que o principio  do planejamento seja obedecido por formuladores de projetos quando da  construção ou reformas. Caso este princípio estivesse sendo observado não estaria ocorrendo estas desavenças.