Total de visualizações de página

Seguidores

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Eleições 2012: Juízes eleitorais querem revelar doadores ocultos.

   Juiz  Marlon Reis quem  não apresentar
doador não puderá ser diplomado.
                             

Juízes eleitorais de seis estados brasileiros,  determinaram que candidatos nas eleições municipais deste ano prestem contas da origem dos recursos destinados a suas campanhas pelos partidos e comitês partidários. Pelo sistema atual, a arrecadação feita dessa forma – por meio das chamadas doações ocultas – não permite verificar qual empresa doou dinehiro para o candidato, dificultando a transparência.

O movimento dos juízes chega uma semana depois de o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgar o nome dos doadores apresentados na primeira prestação parcial de contas da eleição deste ano – feita no começo do mês de agosto. Mesmo com essa abertura dos dados, muitos eleitores continuaram sem saber quem são os reais financiadores da campanha de cada candidato. Isso porque em muitos casos, os empresários preferem repassar o dinheiro para os partidos, que depois passam os recursos para os candidatos. Dessa forma, não ficam diretamente ligados a um candidato específico

O juiz Márlon Reis, do Maranhão, é um dos magistrados que participa do grupo e já havia se destacado por pedir a divulgação dos doadores antes da determinação do TSE, com base na Lei de Acesso à Informação. Para ele, mesmo depois da divulgação pelo TSE, diversas informações ficaram escondidas. Reis explica que, nas jurisdições de responsabilidade do grupo, os candidatos serão obrigados a indicar de onde o partido obteve o dinheiro. “Quem não indicar os dados constará como não tendo prestado contas. Se ele não conseguir a quitação, não poderá se candidatar no próximo pleito e pode não ser diplomado, se for eleito”, afirma.

Com informações do Jornal Gazeta do Povo.